Aguardando o retorno de saturno

Antes de morrer cética, de tanto trabalhar, plantar colher e essas coisas todas, quero falar do retorno de saturno. Se ele existe, se é papo de quem entende de astrologia, não é isso que quero discutir.

O fato é que já passei dos 28, estou com o pé nos 29 e a vida oscila entre tentadoramente tranqüila e acomodada, e desesperadoramente angustiante. Então era isso ficar adulta? Se adequar ao que está posto?

Afinal, o que é que vale nessa vida? O que devo continuar fazendo? O que devo abandonar?

“Esse é o nosso mundo/O que é demais nunca é o bastante/e a primeira vez é sempre a última chance/ Ninguém vê onde chegamos/os assassinos estão livres, nós não estamos…”

Anúncios