Reflexões sobre nosso rio

Só vejo a verdade boiando moribunda nesse grande rio onde já não se indentifica quais ondas e gotas vieram de quais afluentes. Certos pescadores tentam, em vão, derramar litros de perfumes que nunca, nunca vão mudar essa triste realidade: o rio fede à imundície, que não escolhe nariz.

Ah! Se o mundo pudesse entender mais e partidarizar menos!

Anúncios