Lançamento do livro “Por trás da notícia”

Anotem na agenda: o lançamento do livro Por trás da notícia (Summus Editorial), do jornalista Edson Flosi, acontece no dia 13 de março, terça-feira, a partir das 19h, na Livraria Martins Fontes da Av. Paulista, 509, tel. 0/xx/11/2167-9900. A obra reúne 15 grandes reportagens escritas entre 1968 e 1980, parte delas publicadas na Folha de São Paulo. O professor Edson Flosi dava aulas memoráveis na Faculdade Cásper Líbero – só vim descobrir muito depois a real dimensão das coisas que ele ensinava. O jornalista Claudio Julio Tognolli descreveu Edson Flosi da seguinte forma:

“Quando a ditadura comia solta, sobretudo a partir de 1968, Flosi aprimorou uma técnica marota de avisar aos guerrilheiros urbanos de que eram procurados. Estampava no jornal suas fotos, com a legenda tamanho de pescoços de garrafa de champanhe, gritando “Procurados”. Obvio que a maioria dos insurrectos vermelhos via o jornal e dava no pinote. O estratagema logo foi descoberto pelos homens de verde. Talvez por ser tão assim intimorato, sem medo de nada, Flosi fez-se o jornalista policial mais admirado pelo finado Claudio Abramo. Boa parte de sua vida ele reportou para a Folha de S. Paulo. Até que, em 1990, acometeu-lhe uma síndrome de Teresa Batista Cansada de Guerra. Não alterou um milímetro o seu jeito de ser, só que agora queria ser advogado. O dia D foi uma conversa que travou com o repórter Fausto Macedo, numa praça na zona norte de São Paulo, no começo dos anos 90. “Olhei para o Fausto, ele para mim. Chegamos à conclusão que, das milhares de reportagens, que fizemos contra corruptos, no meu caso por 30 anos, nenhuma havia dado algum resultado. Percebi que, em termos de combate à corrupção, o Brasil era um país falido”.

Ler o livro do Flosi é conhecer uma importante passagem da história da nossa imprensa e também uma oportunidade de resgatar as boas inspirações que ainda movem alguns jornalistas, apesar da hostilidade das modernas redações. ;-)

Capa do livro Por trás da notícia