II Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas

Depois de muito matutar decidi que neste ano vou ao segundo Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas, que vai acontecer aqui em Brasília (DF), de 17 a 19 de junho. Ainda que eu tenha minhas críticas em relação ao evento, o fato é que participar de uma reunião de blogueiros em nível nacional é uma oportunidade que não deve ser desperdiçada. Afinal, não é isso que a gente também quer, sair da web e ir pra vida real, influenciar o debate público, protagonizar mudanças? Estarei na mesa autogestionada Mulheres na Blogosfera, logo divulgarei mais novidades sobre esse assunto. Vamos lá?

Segundo Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas
Segundo Encontro Nacional de Blogueiros Progressistas

A Comissão Organizadora oferecerá hospedagem, dois almoços e dois cafés da manhã para os primeiros 400 inscritos. O auditório que sediará o evento será o do Centro de Eventos e Treinamento da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC). A instituição ainda dispõe de 120 camas em seu alojamento. Outros alojamentos serão os da Confederação dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e os do Albergue da Juventude.

Haverá, ainda, assessoria do Centro de Estudos Barão de Itararé para os que excederem os 400 inscritos aos quais serão oferecidos alojamento e refeições, de forma a ajudá-los a localizar as melhores opções para tais necessidades. Sugere-se aos internautas de Brasília que nos ajudem com hospedagem solidária, ou seja, oferecendo-se para hospedar participantes de outros Estados.

É importante ressaltar que, até o último dia 31 de maio, já havia 211 inscrições, o que deixa apenas 189 vagas disponíveis. Contudo, o auditório da CNTC pode abrigar pelo menos o dobro das 400 pessoas que receberão suporte da Comissão Organizadora.

Contatos e inscrições podem ser feitos através do e-mail contato@baraodeitarare.org.br. O valor da inscrição é de R$ 60, porém estudantes pagarão apenas R$ 20. Finalmente, o evento será integralmente coberto, ao vivo, pela TV dos Trabalhadores (TVT).

Programação do Encontro

Nos próximos dias, serão colocados banner’s nos blogs da Comissão Organizadora, que poderão ser inseridos em quaisquer outros blogs interessados. Os arquivos serão disponibilizados pelo site do Barão de Itararé. Também está sendo programado, ainda para esta semana, um “tuitaço” divulgando o evento. Os blogs da Comissão Organizadora divulgarão detalhes proximamente.

A seguir, as propostas em pauta para programação do Evento – serão mesas autogestionadas, ou seja, seus organizadores é que irão prepará-las.

Sexta-feira, 17 de junho, a partir das 19 horas, cerimônia de abertura dos trabalhos e mesa com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo Silva, e a blogueira Conceição Oliveira. Em seguida, a deputada Luiza Erundina debate com os professores Fábio Konder Comparato e Venício Lima.

Sábado, 18 de junho, a partir das 9 horas, haverá uma série de oficinas autogestionadas, conforme descrição a seguir:
– Partidos e Blogosfera – ex-ministro José Dirceu e os deputados Renato Rabelo, Brizola Neto, Jean Wyllys e João Arruda – mediação José Augusto Valente
– Sindicalismo – Artur Henrique (CUT), Luiz Mota (Fecomerciários), Nivaldo Santana (CTB), Ricardo Patah (UGT), Antonio Neto (CGTB) e Toninho Bom (Diap) – mediação Rita Casaro
– Neutralidade na Rede – Sergio Amadeu e Marcelo Branco – mediação Diego Casaes
– Movimentos Sociais – Ivan Pinheiro, Mario Jakobskind e Laerte – mediação Fernanda Tardin
– Humor e Cultura – Benvindo Siqueira, senhor Cloca e o tuiteiro PorraSerra – mediação Sergio Telles
– Jornalismo na Internet – Leandro Fortes (palestra)
– Ferramentas de Blogs – Marcos Lemos (palestra)
– Rede da Reforma Agrária – Gilmar Mauro (MST) e Rodrigo Vianna – mediação Igor Fellipe (MST)
– Papel da Tecnologia na Democratização – Tatiane Pires (palestra)
– Mulheres na Blogosfera (ainda sem integrantes)
– Radiodifusão Comunitária – TVT, Abraço, Abccom (representantes por indicar)
– Militância Digital – Eduardo Guimarães (palestra)
– Como Enfrentar o Facebook – Luiz Carlos Azenha (palestra)

A presença do ex-presidente Lula está prevista, inicialmente, para o fim da tarde de sábado, 18 de junho. Há, ainda, sugestão que Jack Daniel’s fez à Comissão Organizadora sobre algumas mesas de debates:
– Cinema Nacional – Senhor Cloaca e Ali Kamel
– Financiamento de Campanha – Paulo Henrique Amorim e o ministro Antonio Palocci
– Cultura & Civilização – Renato Rovai e a ministra Ana de Hollanda.
– Teoria da Dependência Revisitada: Adorno e a Larica – ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Domingo, 19 de junho, serão discutidos os termos da Carta de Brasília (documento final do Encontro), a continuidade do Movimento, algumas substituições na Comissão Organizadora Nacional e palestra do blogueiro Rodrigo Vianna sobre cooperativa de blogueiros para financiar assessoria jurídica para os que forem alvo de ações na Justiça, além da apresentação de Diego Casaes no estilo do Otoridades e do Threatened Voices, o mapa dos Blogueiros Perseguidos, sob ameaça física ou jurídica, em todo o Brasil.

Financiamento do Evento

A Comissão Organizadora tem se empenhado para arreacadar os recursos necessários ao financiamento de tudo o que foi exposto. Contudo, apesar dos apoios de sindicatos, empresas e das doações dos blogueiros, ainda não foi possível “fechar a conta” do evento. Abaixo, a relação dos Amigos da Blogosfera que já apoiaram o evento com doações: CTB, UGT, NCST, CGTB, Sintaema, Sintratel, Fundação Maurício Grabois, Fundação Perseu Abramo, Viomundo, Escrevinhador, Revista Fórum

Diante das dificuldades que ainda restam para amealhar os recursos necessários, a Comissão Organizadora do Encontro Nacional dos Blogueiros Progressistas apela aos leitores da blogosfera que eventualmente não pretendam participar do evento, mas que apóiam a iniciativa, que ofereçam doações de qualquer valor que julgarem que podem dispor. Basta escrever para o email contato@baraodeitarare.org.br pedindo informações sobre como contribuir.

Aviso: a Comissão Organizadora declara que ninguém além de seus membros está autorizado a fazer arrecadações em nome do Centro de Estudos Barão de Itararé e para outro fim que não seja o Encontro Nacional.

—–

COMISSÃO ORGANIZADORA
Altamiro Borges
Conceição Lemes
Conceição Oliveira
Diego Casaes
Eduardo Guimarães
Luis Nassif
Luiz Carlos Azenha
Paulo Henrique Amorim
Rodrigo Vianna
Renato Rovai

Somos todos reféns da política partidária?

A aprovação do código florestal pelos deputados é marco de uma interessante passagem política: o PT conseguiu mostrar que é refém do próprio PT (Palocci), do PMDB e dos ruralistas. Esse estilo de governar conciliando com gregos e troianos não é inédito: foi desenvolvido por Lula e alcançou alguns êxitos, embora não tenha sido suficiente para contemplar as demandas da esquerda. O que é inédito é o grau de contradição que esse jeitinho de fazer política alcançou: a esquerda abraçando escancaradamente a bancada ruralista!

É verdade que o Lula já tinha abraçado uns camaradas detestáveis? É verdade. Mas depois de 8 anos tendo que encarar essas manobras altamente questionáveis, qual resultado conseguimos? O resultado é esse aí: o PT refém de tudo, sem margem de manobra e sem direito a espernear. Sim, sempre aparece um militante governista pra dizer: aguarde e confie, tem que articular (não me pergunte o que vem a ser esse articular, porque, né, como se nesse tempo todo não tivesse rolado conversa de bastidor), espernear atrapalha o jogo.

Oi? Espernear atrapalha o quê? Vamos olhar como está esse jogo…

A correlação de forças do nosso querido Congresso Nacional está levando o PT cada vez mais para o centro, de tal forma que a esquerda vai desaparecendo. A Dilma já entrou sem peão nesse jogo, fazendo aliança com o PMDB durante a eleição. E já perdeu vários cavalos, torres e bipos pelos corredores do congresso, enquanto os mesmos grupinhos de direita de sempre não perdem um peão sequer nesse xadrez. Daqui a pouco a Dilma tá jogando só com o rei e a rainha!

Aliás, é de se perguntar, o que é o rei e a rainha para um partido de esquerda como o PT, que se presta até a ajudar a bancada ruralista? O PT precisa é de terapia! rsrsrs Tá com transtorno de identidade!

O que muito dos blogueiros governistas não querem enxergar é que não existe articulação possível por dentro do Congresso – o apoio às causas de esquerda ali é muito, muito restrito. E eu não to aqui falando de radicalismo, eu estou falando das causas mais básicas e elementares da esquerda! O jogo político (não falo de corrupção, mas de de métodos que eu não usaria para fazer política ) está claramente engessando qualquer ação mais identificada com as causas da esquerda festiva, esclarecida e esperneante.

Tá, mas se a solução não está lá, está onde?

Está aqui, na blogosfera! Aqui nós da esquerda festiva, esclarecida e esperneante podemos nos expressar sem medo de ser feliz, sem precisar retribuir favor de quem quer que seja. A gente precisa aproveitar melhor essa liberdade para expressar nossas ideias e alcançar uma união com pessoas que expressem pensamentos semelhantes aos nossos. A partir do momento que rolar essa identificação genuína (não estou dizendo que não há influências/divergências entre blogueiros, mas que elas são em muito menor escala do que as que existem na política partidária do congresso) dá pra disputar algum tipo de poder mais pra frente.

Acho importante a gente se organizar, resgatar essa liberdade pra mudar esse cenário no congresso (assim, organiza aqui fora pra desorganizar lá dentro, se é que vocês me entendem). Não estou dizendo que de uma hora pra outra teremos força pra barrar uma lei que nos prejudica: estou dizendo que a gente precisa se apropriar dessa ferramenta, que é a internet e suas redes sociais, para fazer política de uma outra forma, mais independente. Precisamos semear os debates, emitir opiniões, estimular a nossa diversidade, pra chegarmos a um consenso por aqui, com nossas consciências tranquilas, sem se contaminar com as pressões que sobram no congresso. Afinal, nós não estamos na blogosfera pra representar políticos, nós somos os caras que botaram os políticos lá pra governar! Parece ridículo, mas é isso mesmo: nós é que temos que dizer o que queremos. Cabe a nós dizer o que é possível! Não podemos nos comportar como reféns da política partidária!

A blogosfera é livre! E é território da diversidade. Vamos estimular as pessoas a se expressarem, a discordarem do que está colocado aí. Depois que cada um colocar sua ideia, daí podemos verificar em que pontos nós estamos de acordo e aí sim, estabelecer uma agenda de lutas e compromissos. Essa é a minha contribuição ao debate, a caixa de comentários está aberta para quem quiser dar mais ideias ou sugestões para reagirmos diante desse quadro.